quarta-feira, 30 de junho de 2010

Transporte de passageiros no Triangulo (2)

Segundo noticia de ultima hora no telejornal das 20.00 h da RTP-Açores(?), o catamaran "Expresso das Ilhas" vai continuar ao serviço assegurando as ligações no triângulo, e o "Cruzeiro das Ilhas" vai assegurar as ligações Horta Madalena. As ligações Terceira Graciosa ficam a cargo dos navios da "Atlanticoline".

Homenagem à Sra. da Boa Viagem




Homenagem das embarcações locais a nossa Senhora da Boa Viagem no dia da sua procissão. Este ano o cortejo marítimo foi cancelado pela comissão, apesar do bom tempo, devido à baixa-mar que impediu a acostagem das embarcações.
Fotos em 27.06.2010

Iates




Na primeira foto o catamaran de nacionalidade canadiana "The committed Road Harbour".
Na segunda foto o famoso "Hemingway" de Genuíno Madruga, velejador que já completou nesta embarcação 2 voltas ao mundo sendo a ultima através do cabo Horn.
Fotos em 30.06.2010 (13.00 h)

Inauguradas "Casas de Apresto"


Com a presença do Sr. Presidente do Governo dos Açores Carlos César, foram entregues as chaves a 23 pescadores das novas casas de apresto junto do porto da Madalena. Para além destas casas o edifício é complementado por uma oficina de reparação para pequenas embarcações e salas de apoio à formação.
Foto em 29.06.2010

terça-feira, 29 de junho de 2010

Ilhéu da Mina


Entrou esta manhã no nosso porto para descarga de 500 m3 de areia o navio "Ilhéu da Mina" com 64 metros para descarga de areia. À semelhança de outra vezes, a manobra de acostagem foi auxiliada pelo pequeno rebocador "Tibério Blanc".
Fotos em 29.06.2010 (10.30 h)

Tudo ao "molhe"

Dia 28.06.2010 ao inicio da tarde no cais norte do porto da Madalena, o Lusitânia descarregava carga geral, à frente um iate de vela de cruzeiro Inglês, a seguir dois barcos de pesca de "palangre" e na ponta do molhe o "Ponta da Barca".
Caso para se dizer em tom de brincadeira "todos ao molhe".

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Ponta da Barca dos TMG



Navio de carga geral "Ponta da Barca" hoje no porto da Madalena para descarga de "big-bag's" de cimento e paletes de fruta.
O navio "Ponta da Barca" pertence à empresa Transportes Marítimos Graciosences e opera regularmente nas 5 ilhas do Grupo Central do Arquipélago dos Açores.
Fotos em 28.06.21010 (12.00 h)

domingo, 27 de junho de 2010

Empresa barcos do Pico - Sra. da Boa Viagem 2010

Navio Lusitânia e sua tripulação no regresso do cortejo religioso da festa da Sra. da Boa Viagem. Da esquerda para a direita: Roberto Carlos (auxiliar maquinista), António Dutra (oficial cargas), Francisco Silveira (mestre).
Foto em 27.06.2010 (19.00 h)

sábado, 26 de junho de 2010

Festa da Sra. Boa Viagem 1984

Entrada do cortejo marítimo da procissão da Sr. da Boa Viagem no porto da Madalena em 1984. Na foto o barco Rival com a imagem da Senhora, Padre Raimundo Bulcão, autoridade marítima, membros da comissão e filarmónica União Progresso Madalenense.

Note-se na foto que o molhe norte do porto da Madalena tinha muralha alta apenas nos primeiros 90 metros seguindo-se 180 metros de muro, galgável e não acostável, até ao farol.

Buracos Urbanisticos

Estão ali há tantos anos neste estado de total degradação que eu penso até, que alguns "responsáveis locais, já se habituaram a esta imagem. Os que vem de fora pela primeira vez, notam, e os que vem muitas vezes também. O povo residente fica triste mas vai confiando que "um dia" os nossos sensibilizados governantes vão pelos menos tentar resolver esta desgraça urbanística na porta de entrada da vila da Madalena.
Foto em 23.06.2010

A Chegada do "Expresso das Ilhas"

Foto curiosa da chegada ao Porto da Horta do catamaran "Expresso das Ilhas" vindo da Polónia a bordo do navio "Paula". Com um peso de 92 toneladas, levou cerca de 6 horas a ser descarregado. Esta embarcação surgiu passados 19 meses desde que o Grupo Almeida & Azevedo adquiriu a maioria do capital da Transmaçor.
Foto em 14.07.2003

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Lusitânia da EBP


Lusitânia acostado no cais de carga do porto da Madalena, a aproveitar o feriado da Ilha vizinha (S. João) para fazer manutenção de pintura.
Fotos em 24.06.2010

Postal Portuário

Serviço de passageiros do Cruzeiro do Canal. Foto em 23.06.2010 às 18.30

Velas Inglesas e Francesas


A desfrutar do bom tempo que se tem feito sentir o Iate de vela "Flamboyant" de nacionalidade Inglesa na primeira foto, e o Iate "Eolique" de nacionalidade Francesa na segunda foto, ambos fundeados no porto da Madalena.
Fotos em 24.06.2010

terça-feira, 22 de junho de 2010

Manuel Arriaga

Foto do "palangreiro" Manuel Arriaga com o registo H-175-C, propriedade do experiente armador e pescador Jorge Gonçalves, varado hoje nos estaleiros da Naval Canal no porto da Madalena para manutenção.
O nome da embarcação faz referencia ao primeiro presidente da República Portuguesa "Manuel de Arriaga" nascido no lugar do Guindaste, Freguesia da Candelária na Ilha do Pico, ou será que estou errado?

Observação de Baleias e Golfinhos

Apesar da "crise", a actividade de "whale watching" tem beneficiado as estatísticas de visitantes à nossa ilha. É sem dúvida uma actividade em expansão contribuindo para o crescimento do numero de dormidas, refeições, utilização de carros de aluguer, subidas à montanha e movimento nas esplanadas dos bares e cafés desta vila.
Um bem haja a estes empresários que têm contribuído para alargar um pouco mais a nossa curta sazonalidade.
Na primeira foto, um barco da Picosport e na segunda, um barco da Hortacetáceos (mais uma vez a trabalhar em parceria com a Cetacean Watching), ambos regressados duma bem sucedida observação de Baleias e Golfinhos na costa sul da Ilha do Pico.

Fotos em 22.06.2010 (12.30h)

domingo, 20 de junho de 2010

Os numeros da "Crise"

O homem do cartaz é António Mexia, presidente do grupo EDP (Electricidade de Portugal). O que é que este homem tem a ver com o Porto da Madalena? Nada! Só que este tipo é presidente duma empresa pública portuguesa e no ano anterior auferiu um rendimento de... 3.200.000,00 Euros.
Vamos admitir que a obra prometida para o porto da Madalena levaria 4 anos a executar, o rendimento deste Sr. Administrador daria para pagar a totalidade do seu custo e ainda restariam 800.000,00 para a construção duma gare e respectiva manga de embarque para que os nossos doentes não levassem com a chuva real e a chuva de mirones, sempre que vão embarcar numa maca com um navio aos saltos junto ao cais.
A crise será só para alguns e nunca para os "Mexias deste País".

O "VINHO DO FAIAL"

Na foto, três homens montando vasilhame na adega dos D'Abney junto da "Fredonia" (casa oficial da família). O vinho que era produzido no Faial era de péssima qualidade por falta de açucares na uva. Entretanto, os D'Abney possuíam grandes extensões de vinhedos na zona da Areia Larga e Guindaste, na Ilha do Pico. Por altura das vindimas, as uvas eram transportadas através dos Barcos do Pico pelos portos de Madalena e Areia Larga para a ilha vizinha onde o vinho era produzido, rotulado e comercializado com o nome "Vinho do Faial".
Foto em Agosto de 1880

Frota Whale Watching

Algumas embarcações da frota de Whale Watching estacionadas no seu pontão de serviço no porto velho da Madalena.
Foto em 14-06-10 (12.15 h)

Catamaran Holandês

Catamaran de nacionalidade holandesa esteve ancorado no nosso porto de 14 a 17 de Junho.
Foto em 15.06.10 (19.10 h)

sábado, 19 de junho de 2010

Transporte de passageiros no Triangulo


A licença de navegação de um dos navios da Transmaçor caduca a 30 de Junho e poderá não ser renovada.

Para a renovação da licença, a Transmaçor deveria ter feito as alterações estruturais ao navio indicadas pelo Instituto Portuário de Transportes Marítimos.

A Transmaçor tem, neste momento, quatro navios: dois próprios e dois alugados à Atlanticoline.

A partir do dia 1 de Julho a empresa ficará reduzida a um navio.

O Cruzeiro das Ilhas está em reparação e o Expresso do Triângulo está parado há quase um ano.

Após não cumprir com as alterações estruturais, a Transmaçor corre o risco de não poder utilizar o Expresso das Ilhas.

A empresa de transportes marítimos pediu a prorrogação do prazo mas a IPTM não aceitou.

Assim sendo, a Transmaçor, que o proprietário José Almeida quer vender, fica reduzida ao Cruzeiro do Canal alugado à Atlanticoline.

Fonte: RTP-Açores (19.06,2010)

quarta-feira, 16 de junho de 2010

"Marina" do Porto-Velho 2005

Contribuição fotográfica enviada pelo seguidor deste Blog José Infante.
Foto em Setembro de 2005 durante uma visita ao Pico.
"Porto da Madalena" agradece.

A Montanha do Pico

Há na montanha um deus desconhecido
um deus que não tem voz mas não se cala
seu silêncio é de fogo mal contido
seus sinais são mistérios e se fala
há um tremor de poema pressentido.

Rumor e ritmo que ninguém dedilha
eu sei que a terra treme e não se sente
há um coração que bate e fibrilha
como um verso a pulsar que de repente

se descobre no Pico e é o deus da ilha.

Poema de Manuel Alegre extraído do livro Pico

segunda-feira, 14 de junho de 2010

O Conselho de Ilha



O Conselho de Ilha tinha como uma das prioridades questionar o governo sobre o arranque das obras do porto da Madalena durante a sua visita estatutária à Ilha do Pico no final deste mês.
De acordo com Daniel Rosa, presidente do referido conselho, entrevistado pela Rádio Pico, o problema já está resolvido, e a obra já deverá mesmo ter sido adjudicada, tendo o seu inicio previsto para Setembro.
Vamos aguardar!

sábado, 12 de junho de 2010

O quiosque dos Gelados

Podemos não ter contra-molhes, travel lift's, marinas ou outros acessórios portuários... mas, em compensação, temos a "barraquinha de gelados" do Sr. Arlindo que provavelmente produz o melhor gelado do mundo!
O quiosque dos gelados já se tornou num verdadeiro ex-libris do nosso porto.

A falta do "papel"


Estavamos em Setembro de 2006, o governo dos Açores faz a sua visita estatutária ao Pico. Na gare marítima da Madalena são apresentados uns desenhos que eram o anteprojecto duma obra grandiosa para o Porto da Madalena. Tinha um cais para um ferry até 70 metros que iria ser construído nos Estaleiros de Viana, um porto de abrigo para pescadores, um contra-molhe a Oeste com orientação N-S para estabilidade de toda a bacia portuária, reforço de todo o molhe existente e... até uma Marina.

“Este é o click mágico que faltava à Madalena!” diziam uns; “O Pico está na moda!” diziam outros; os mais cépticos diziam “Não Acredito, são tudo mentiras!” mas lá íamos dizendo baixinho “A TAP já vem ao Pico... se calhar... pode ser verdade.” Um facto, é que na generalidade, e de forma entusiasmada, o povo comentava: “Vamos também ter Portas do Mar”.

Reunido o concelho de Ilha, o nosso edil camarário, contagiado pela alegria do povo, deu largas vivas ao projecto do governo deixando mesmo o Presidente César embaraçado a dizer que tudo aquilo não era mais do que a obrigação do governo dos Açores.

O tempo foi passando e nada acontecia. Em Agosto de 2007 num pavilhão de exposições da Semana do Mar, a maior festa da outra margem, lá apareceu de novo o projecto do Porto da Madalena ali um pouco arrumadinho a um canto e no centro uma bela maqueta dum terminal de passageiros e desta vez não era em S. Miguel... claro, adivinharam, era na Horta. Mau, mau pensei eu, não vês que estes ainda vão ter isto primeiro que os “Madalenas”.

Fevereiro de 2008, num jantar comício do PS no salão da Filarmónica das Sete Cidades, Presidente César perante uma casa a arrasar com 700 pessoas e comunicação social, termina o seu discurso levando todos os presentes ao rubro: "A obra do Porto da Madalena vai ser posta a concurso até final deste ano". Agora não havia dúvida, ninguém engana os seus. As obras do porto iriam mesmo começar. Como eu estava enganado.

Em Junho de 2008 novas noticias: afinal nos testes do LNEC algumas zonas do porto teriam, com mar excessivo, uma ondulação de... 30 cm (será que foi essa escala que usaram para a Marina nova de Ponta Delgada?). “Aqui há gato”, disseram os mais crédulos, “Oh toleirão, eu não tinha dito que eles não faziam nada” diziam os mais cépticos.

Inicio de 2009, afinal a grande obra já era uma obrinha que contemplava apenas o reforço do molhe existente e a construção do contra-molhe e... mais nada. Vá lá, sempre iam fazer qualquer coisa.

Dezembro de 2009, concurso feito, obra para arrancar e... espera lá, oh malta falta aqui qualquer coisa. Pois é, faltam uns papeis, quer dizer uns estudos que não eram precisos mas que agora parece que são. Exacto, faltava qualquer coisa. Em resumo a obra não começou, o concurso foi anulado e lembram-se da obra do outro lado que vos falei, já caiu duas vezes mas continua sempre de vento em popa e sabem porquê: nestas duas ilhas, em caso de escassez, o “papel” que resta, e faz a obra crescer, cai sempre para o lado de “lá”.

A propósito, no final deste mês, o Governo vem aí outra vez.


Oh Sorte malvada!



segunda-feira, 7 de junho de 2010

A sarjeta da Via "Veneza" vai ser reparada

Com o alto patrocínio das Obras Públicas (agora designada "Secretaria qualquer coisa"), e o olhar atento do Sr. Eng. José Ferreira, finalmente no principal acesso ao cais de passageiros vai ser reparada a sarjeta que tantas inundações provocou em dias de chuva contribuindo para imagens caricatas como algumas que foram recentemente aqui publicadas e no jornal Ilha Maior.

Um bem haja às Obras Públicas e seus responsáveis pela iniciativa.
Fotos em 07.06.2010

domingo, 6 de junho de 2010

Promessas

Esta postagem não tem foto, porque e percebem porquê, neste assunto não há nada para fotografar...

Estava eu a organizar os meus exemplares do jornal “Ilha Maior” e chamou-me a atenção o exemplar nº 722 datado de 19.10.2007 (quase 3 anos) do qual transcrevo a noticia de destaque da 1ª página.


O Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) vai testar durante o próximo mês de Novembro o projecto que vai alterar radicalmente o funcionamento do Porto da Madalena.

As obras avaliadas em 12 milhões de euros vão incidir no reforço do molhe actual, construção de contra-molhe destacável e galgável, construção de um núcleo de recreio náutico com capacidade para 70 lugares de amarração, melhoria da gare marítima e das condições de embarque e desembarque no cais de passageiros.

Segundo apurou Ilha Maior, o LNEC vai testar sobretudo a orientação e localização correcta do contra-molhe para que a estrutura seja eficaz, ou seja, fique com as condições para que a ondulação proveniente do quadrante norte e noroeste incidam por fora da estrutura.

Este projecto de reordenamento, se tudo correr como o previsto, deverá ficar concluído até Março do próximo ano, altura em que será lançado o concurso para a realização da obra.”

Oh Sorte malvada!!





sábado, 5 de junho de 2010

FEIRA AÇORES 2010

Cinco dias depois de ter carregado gado bovino classificado nas ilhas do Faial, Pico e S. Jorge com destino à Ilha Terceira para exposição no certame Feira Açores 2010, parte ao inicio da tarde de amanhã (domingo) do porto da Madalena o navio Lusitânia para o Porto da Praia da Vitória a fim de trazer de volta a estas 3 ilhas os respectivos animais.
Foto em 5.06.10

Operação de Limpeza no Porto da Madalena

Numa operação conjunta de mergulhadores ligados aos Bombeiros da Madalena e Bombeiros de S. Roque foi levada a cabo no porto da madalena uma acção de limpeza do fundo.
Foi retirada uma enorme quantidade de pneus, tubos metálicos, chapas, cordas entre outros materiais.
Esta operação de limpeza contou também com a colaboração da Câmara Municipal da Madalena, Clube Naval da Madalena, Policia Marítima e alguns populares que de forma voluntária se associaram à iniciativa.
Nota: não vi ninguém ligado à administração portuária.
Fotos em 05.06.10

Montagem da Marina


Com a chegada da época de verão a empresa Naval Canal procede à montagem da pequena marina flutuante instalada no porto velho que ficará disponível para os seus utentes até finais de setembro.
Esta pequena marina tem capacidade para 19 embarcações com comprimentos entre os 5 e os 8,5 metros e é utilizada por embarcações particulares e empresas ligadas à actividade do whale watching.
Fotos em 04.06.2010

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Muito Calmo


Hoje, dia 3 de Junho, dia calmo sem chuva (o que é uma novidade), céu com algumas abertas , o mar de pequena vaga e uma aragem a propiciar a prática da vela.
Em terra a calma também é grande: pouco turismo, ruas e esplanadas vazias, barcos de whale watching no porto, até o quiosque dos gelados junto ao porto velho, apresenta-se sem fila. Demasiada calmaria!
Foto em 3-06-10 às 12.00 h

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Almeida denuncía falta de atenção do Governo

"Transmaçor" vive uma situação "de caos financeiro"!

A denúncia foi feita esta Terça-Feira por José Almeida, que garante"estar o serviço público nas ilhas do Grupo Central do arquipélago dos Açores a ser suportado pelo Grupo Almeida"

Segundo aquele empresário do sector dos transportes marítimos do Grupo Central do arquipélago açoriano, o "Governo Regional é sócio, mas, só dá atenção à Atlânticoline".

José Almeida já vai dizendo que "deixa a Transmaçor dentro de um mês, tempo que dá ao Governo para investir mais no serviço público de transporte marítimo prestado pela empresa, caso contrário - reafirma, sai".

A Antena 1/Açores conseguiu apurar que, até agora, pelas obrigações de serviço público, a Transmaçor recebeu 500 mil euros, até ao dia 1 de Julho recebe mais 425 mil euros e, até ao final do ano, esse valor será, no total, 1 milhão e 700 mil euros.

Fonte: Notícia /Antena 1/Açores