segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Cruzeiro do Canal a nado


"Et Voilá!" O canal volta a ter 2 barcos. O povo vibra porque, em breve, já poderemos ter uma emergenciazita entre as 18:45 e as 24:00.
Aleluia meu Povo, estamos salvos!

Fotos em 29.11.2010 (15:10h)

Adamastor - Ciclone de 25 Dezembro 1996


Um ciclone assola o arquipélago dos Açores em 25 de Dezembro de 1996. Noticia de 5 navios ao fundo na doca de Ponta Delgada. No porto de pipas em Angra, o navio Fernão Magalhães foi vitima de encalhe. As imagens mostram o barco Adamastor atracado no cais central (actual cais de pesca) do porto da Madalena num dia em que as ondas de SW ultrapassaram os 12 metros no alto.
Mais sorte que juízo!

Fotos em 26.12.1996
Porto da Madalena agradece ao leitor M. Noia a correcção

sábado, 27 de novembro de 2010

ALBUM FOTOGRÁFICO - Cais velho da Areia-Larga

Foto de uma família picoense no caís velho do porto da Areia-Larga em Setembro de 1882. Saliente-se que só muitos anos depois foi construído o cais norte sobre as rochas que se vê em segundo plano.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

25.000

Em 8 meses de vida o blog Porto da Madalena conseguiu 25.000 acessos. Continua a ser bom saber que o "nosso porto" é merecedor da atenção de tanta gente.
Mais uma vez "porto da Madalena" agradece a todos os que o visitaram bem como um especial agradecimento aqueles que através de Email, MMS ou pessoalmente colaboraram com as suas sugestões, fotos ou palavras de incentivo.

O Autor

Nova Areeira para a Marocidental


Deu entrada hoje no porto da Madalena para efectuar varagem no estaleiro da Naval Canal a nova areeira recentemente adquirida no estrangeiro pela Marocidental com sede na ilha das Flores. Esta embarcação ainda não possui registo português.A Marocidental é a empresa responsável pelos transportes entre as Flores e Ilha do Corvo.

Fotos em 26.11.2010, cortesia A. Dutra

Ilhéus da Madalena





Os Ilhéus da Madalena localizam-se na parte Norte do Canal do Faial, a 0,5 milhas náuticas do porto da vila e concelho da Madalena, na Ilha do Pico, nos Açores.

Constituem-se em dois ilhéus:

  • o Ilhéu Deitado, com 52 metros; e

  • o Ilhéu em Pé, com 59 metros.

Os ilhéus correspondem aos restos de um aparelho vulcânico submarino quase destruído em nossos dias pela abrasão marinha e pela acção de forças tectónicas O seu fundo é uma antiga cratera em rocha de tufo. Os materiais que os constituem são de origem hidro-magmática, nomeadamente tufos palagoniticos muito soldados. Na zona abrigada pelos ilhéus, chega-se aos 20 metros de profundidade. Nos fundos circundantes, há clareiras de areia e zonas com elevada acumulação de "calhau rolado".

Os Ilhéus além de referencia são ponto de passagem obrigatório para todas as embarcações que se dirigem da Horta para o porto da Madalena.

Fotos Q. Néné


terça-feira, 23 de novembro de 2010

Cruzeiro do Canal






Cruzeiro do Canal ainda a seco no estaleiro da Naval Canal no porto da Madalena e agora com o dia 29 de Novembro como data prevista para o seu lançamento à agua.

Fotos em 23.11.2010 (15:00 h), cortesia de Q. Néné

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Plataforma afundada






Plataforma em aço da empresa Tecnovia construída na Madalena no inicio da década de 80 para ser utilizada nos trabalhos de dragagem do nosso porto. Desde alguns anos esta estrutura encontra-se afundada no canal Pico-Faial ao largo da Praia do Almoxarife e permite aos mergulhadores fazer algumas fotos subaquáticas interessantes.

Cortesia de Q. Néné

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Estaleiros de Peniche com 49% da Naval Canal

Vão ser investidos a longo prazo 6 milhões de euros na remodelação dos Estaleiros Navais da Madalena, ilha do Pico.

O objectivo inicial é captar a frota açoriana para reparar os navios no Pico, mas, os responsáveis pela empresa querem, também, atrair barcos estrangeiros para os Estaleiros da vila da Madalena.
Carlos Mota, Presidente dos Estaleiros de Peniche quer, ainda, concorrer à construção dos novos barcos de transporte marítimo de passageiros para a Região Autónoma.

Carlos Mota disse "pensar, também, nalguma complementaridade entre os Estaleiros de Peniche para algo que exceda a capacidade instalada do Pico seja feito em Peniche e que também se possam candidatar às novas construções, destinadas aos Açores".

Mota acrescenta "ter visto uma grande vantagem em que, ganhando, naturalmente, os concursos, os barcos sejam construídos pela empresa e possam ser acompanhados, numa estrutura em que estão presentes, havendo, assim, vantagens para a Região Autónoma e para Peniche".


Fonte: RTP-Açores
Foto: portodamadalena.blogspot.com

Ainda pescam "bonito"


A pouco mais de um mês do Natal, registo da traineira "Autonomia" a descarregar cerca de 10 toneladas de atum "bonito" para a Cofaco no porto da Madalena.

Foto em 17.11.2010, cortesia A. Dutra

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Cruzeiro do Canal - O Regresso

Navio Cruzeiro do Canal, no estaleiro do porto da Madalena já com as suas obras praticamente concluídas. O próximo dia 22 de Novembro é a data provável do seu lançamento á agua.

Foto em 17.11.2010

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

A Condecoração

Foto dos destroços do Caroline, feitas por "porto da Madalena" em Agosto/2010


Em Agosto deste ano, Quim Néné, Isabel Simas e Manuel Cristiano organizaram uma expedição ao sitio onde naufragou o navio Caroline em 1901 e trouxeram até aos leitores de “porto da Madalena” espectaculares fotografias dos destroços, ainda hoje visíveis, desta barca Francesa.
“Porto da Madalena” quer vir hoje lembrar que houve gente da ilha a ter um papel meritório no salvamento da tripulação desta embarcação e que ainda hoje os seus familiares guardam com orgulho algumas recordações.
Augusto Gonçalves Medeiros, chefe faroleiro, bisavô do professor Francisco Medeiros da Escola Cardeal Costa Nunes e conhecido na família por “Padrinho Augusto”,tinha como afilhada Filomena Medeiros, que casou com Jaime Rodrigues Marcos, "o Jaime velho".
O Jaime e a Filomena, avós de Quim Néné, um dos elementos da expedição, tiveram 8 filhos, entre eles, Manuel Marcos conhecido por " Manuel do Jaime".
Quando o Caroline encalhou foi o Augusto Medeiros o comandante do barco que participou no salvamento dos homens do Caroline. Este acto heróico valeu-lhe mais tarde uma medalha de mérito, atribuída pelo Rei D. Carlos por tão preciosa ajuda.
Augusto Medeiros, guardou para alem da medalha, um prato com o brasão do navio como recordação do dia do salvamento.
Estas duas peças passaram de Augusto Medeiros para Jaime Marcos e deste para um dos seus filhos ,o Manuel Marcos ( Sr. Manuel do Jaime) actual detentor destas preciosidades de grandioso valor histórico e estimativo.

Sr. Manuel Marcos, actual detentor das peças, com o prato do Caroline

A medalha régia de mérito

O prato com as "armas" do navio


O reverso da medalha e o prato

Porto da Madalena agradece a Quim Néné como fotógrafo de serviço e um agradecimento especial ao Sr. Manuel Marcos o facto de nos ter permitido fazer estas fotos.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Transporte de palha


O n/m Lusitânia proveniente da Horta com cerca de 1500 fardos de palha com destino ao porto da Madalena.

Fotos cortesia de Quim Néné

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

PICO: A Ilha onde as coisas (não) acontecem

Obras das SCUT's em S. Miguel

Na minha vida profissional tenho a possibilidade de conversar com pessoas que visitam a Ilha, peço-lhes a opinião sobre o Pico e duma forma generalizada todos dizem o mesmo “o Pico é uma ilha diferente, com uma paisagem vulcânica única, com uma costa soberba, etc., mas sente-se alguma carência no domínio das acessibilidades, estruturas portuárias e outros equipamentos públicos como um hospitalzinho...”. É nesta altura que num tom de verdadeiro Açoreano e com a voz inflamada como se fosse cantar o hino do Espírito Santo, respondo... “dizem isso porque não visitaram a nossa Capital, lá tem Scut's, tem as Portas do Mar com marinas gigantes, tem Coliseu, Hospitais bem equipados, tem a Berta Cabral, o estacionamento dos Aviões da SATA, o parque Atlantico entre tantas outras coisas e pessoas importantes”. Quando termino gera-se o silencio e, só passados alguns segundos, obtenho do meu interlocutor um simples “pois..., é isso”.

+ SCUT's

Tanto se tem falado e escrito ultimamente acerca de evacuações de doentes do Pico para o Faial. Sempre que a única lancha que temos fôr a S. Jorge os Picoenses estão impedidos de ter um acidente ou um “doi-doi” menor, as mulheres grávidas não podem rebentar águas, ninguém tem o direito de ter um AVC, etc... Eu sei que as pessoas estão a ter o máximo cuidado, mas não vá o diabo tecê-las e acontecer um “aborrecimento” destes entre as 18:45 e as 00:00 h. A pequena lancha da Marinha “Patrão António Crista” chegou a ser apontada como uma hipótese para as evacuações, mas o responsável da USIP, Dr. Ivo Soares, após inspeccionar a referida embarcação deu parecer negativo, pois não haveria ali condições ao transporte de macas ou doentes ligados a outros equipamentos.

Então vamos ao que interessa, não venho aqui pedir scut´s de 350 milhões (leu bem, 350 milhões), nem Portas do mar ou a Berta Cabral. Quero esses preciosos equipamentos em S. Miguel, até para continuar orgulhoso, como Açoreano, na Capital que tenho. Mas, ao menos, na falta dum hospitalzinho,


estado actual das obras do centro de saúde da Madalena,

arranjem-nos uns tostões para isto...


...uma Ambulância marítima.

Os 350 milhões que vão custar as scut´s sem dúvida vão colocar a Capital mais perto do Nordeste embora saiba também que vão hipotecar as vidas dos nosso filhos e netos nos próximos 30 anos; um centro de saúde na Madalena ou um barco ambulância para o triângulo vão custar também uns metrozitos de scut mas poderão salvar muitas vidas humanas. Trata-se apenas de uma questão básica do direito à vida.

Amanhã porto da Madalena volta para o seu espaço.

Windsurf

Ao falarmos de windsurf na Madalena ou mesmo nos Açores há uma figura incontornável nesta prática: Quim Néné. De inverno ou verão, com ventos ciclónicos ou moderados o Quim já nos habituou à sua presença e perícia na prática desta modalidade.
O Homem voa! Vejam as imagens.

No canal

Junto ao ilhéu deitado

À saída do porto da Madalena

Pela costa sul da Ilha do Pico

Imagens cedidas por Quim Néné a quem "porto da Madalena" agradece

domingo, 14 de novembro de 2010

Porto da Madalena



Numa tarde de Domingo calma, com uma ondulação do Norte de 3,20 mts, imagens do porto da Madalena e canal Pico-Faial com a meia-broa em primeiro plano.
Para quem não conhece fica esta curiosidade: o porto da Madalena é o 1º dos Açores em movimento de passageiros (cerca de 400.000/ano), o 2º em descarga de peixe e tem um papel relevante no intercâmbio de mercadorias do Grupo Central dos Açores.

Fotos em 14.11.2010 (14:30), cortesia de A. Dutra

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Ponta da Barca


O navio "Ponta da Barca" dos TMG em manobra de saída esta tarde após escala no porto da Madalena.

Foto em 12.11.2010 (16:35 h), cortesia A. Dutra

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Visite o Pico... nas "Portas do Mar"

Ao dar uma volta por Lisboa estou constantemente a cruzar-me com o Pico. Pico por todo o lado. Aparece Pico maravilha de Portugal nos outdoors, mais Pico nas revistas, Pico na publicidade das agências de viagens, Pico como ícone dos Açores, etc...

Por uns momentos esqueci a crise e pensei que de facto era este o click que faltava à ilha para definitivamente consolidar o seu desenvolvimento. Alguns minutos depois caí na realidade, isto de “maravilha de Portugal” aconteceu há 2 meses, a paisagem da vinha património da UNESCO foi para aí há uns 7 anos, a edificação daquele cone vulcânico de beleza singular foi há 240.000 anos e o que ganhámos nós com tanto para mostrar e com toda esta divulgação? Um avião da TAP com um único voo ao sábado com passagem na Ilha Terceira, e agora uma única lancha a assegurar todas as ligações aos aviões da ilha vizinha. Oh sorte malvada!

Uma sugestão: fechem a Ilha e levem a montanha para “Portas do Mar”, assim os turistas evitam tantos transtornos para visitá-la.

Melhores dias virão!


"Chuva de bonito"


Bonito de boa qualidade, foi vendido hoje ao preço da chuva, e até oferecido, no porto da Madalena.

Uma situação insólita que se deve ao facto de o entreposto frigorífico da Madalena, único da ilha, estar a abarrotar armazenando já peixe em contentores de frio que se encontram no exterior. Mesmo assim, o entreposto esteve a receber, hoje de manhã, atum descarregado por uma traineira madeirense, a Autonomia, destinado à Cofaco. Ao lado, bonito capturado por uma traineira da Terceira, não teve lugar.
Uma situação que gerou descontentamento entre os pescadores, esta manhã.

Fonte: Antena 1 (DSB)

A obra

Continuam a chegar equipamentos da empresa ETERMAR de grande porte e capacidade para as obras do porto da Madalena.

Foto em 11.11.2010, cortesia A. Dutra