terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Expresso do Triângulo

Segundo uma fonte da Transmaçor, a empresa que assegura as ligações marítimas de passageiros entre as três ilhas, o catamaran "Expresso do Triângulo" vai estar parado durante dois a três meses para uma prolongada reparação. 
O barco rápido, o único da empresa, vai ser pintado e melhorado, no sentido de cumprir as exigências impostas à certificação de navios de passageiros, e só deverá estar operacional no início da época alta.
Até lá, os passageiros que pretendam realizar a viagem Horta/São Roque/Velas, serão transportados no "Cruzeiro das Ilhas", um dos dois monocascos da Transmaçor que demora quase o dobro do tempo do barco rápido para completar o percurso. 
O "Expresso do Triângulo" realizava a viagem Horta/Velas, com escala em São Roque do Pico, em cerca de uma hora e meia, mas o "Cruzeiro das Ilhas", que agora está a substituir o barco rápido, leva mais uma hora para fazer o mesmo trajeto. 
A Transmaçor alterou entretanto os seus horários, no início do ano, nas viagens nesta zona, que continuam a realizar-se duas vezes por dia, à exceção do fim de semana, em que há apenas uma ligação diária. A empresa adverte, no entanto, que os horários estão sempre dependentes das "condições meteorológicas" e de eventuais "avarias técnicas". 
As ilhas do Faial, Pico e São Jorge são as que mais próximas estão entre si no arquipélago, o que permite a realização diária de viagens de barco para o transporte de passageiros, mesmo durante os meses de inverno. A operação é financiada pelo Governo Regional, que atribui um subsídio à Transmaçor, a título de prestação de serviço público.

Fonte: Lusa
Foto: arquivo "portodamalena.blogspot.com"