terça-feira, 31 de janeiro de 2017

À espera do mau tempo


Frota de tráfego local com registo na Horta, em porto seguro à espera do mau tempo.

Fotos de A. Dutra em 31/01/2017

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Paulo da Gama

Navio Paulo da Gama dos TMG em escala hoje (17/01/2017) no porto comercial de S. Roque do Pico

Cristiano S

Imagens do "Cristiano S" a entrar hoje (17/01/2017) no porto da Madalena num cenário em que se pode afirmar que "depois da tempestade vem a bonança".

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Lusitânia

Ligação de hoje do navio Lusitânia no sentido Corvo - Flores com  mestre José e a sua tripulação (João, Francisco, Jorge e Estácio)

Fotos em 12/01/2017 (16:35)

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

PETIPÉS



A lançar brevemente. PETIPÉS é uma publicação em capa dura, com 192 páginas, a cores. Tem prefácio de Noélia Machado e nota introdutória do autor – Comandante Lizuarte Machado.
Conta com petipés fotografados e descritos de um total de 30 mestres açorianos, na sua maioria da ilha do Pico, freguesia de Santo Amaro.
Esta é uma obra de síntese sobre a evolução da carpintaria naval açoriana é um contributo para a consagração da construção naval e dos construtores navais açorianos, nos séculos XIX e XX.
A coleção particular de petipés do Comandante Lizuarte Machado apresenta peças de quase todas as ilhas dos Açores, com destaque para a Freguesia de Santo Amaro do Pico – expoente máximo da construção naval açoriana.
A pesquisa realizada pelo mesmo, ao longo dos últimos anos, localiza no tempo e no espaço a construção das embarcações assim como o construtor e o armador.
Num esforço de preservação da memória coletiva e da história da construção naval Açoriana a obra Petipés – Carpintaria Naval Açoriana junta mais de 100 exemplares.

Texto e imagem retirados do Fbook de Cmte. Lizuarte Machado

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Memórias - Espalamaca

Lancha Espalamaca no porto da Madalena no verão de 1991

A Foca

A foca, que vemos aqui numa imagem captada por Manuel Madruga, visitou as Lajes do Pico nos primeiros dias de 2017 e mais tarde o Topo na ilha de S. Jorge.
O simpático animal, um pouco raro aqui pelas nossas "bandas", viajou hoje no navio Gilberto Mariano até à Horta onde será embarcado para o continente para um centro de reabilitação. Quando estiver recuperada, irá viajar num navio de pesca do bacalhau para ser devolvida ao seu habitat natural.

Foto de Manuel Madruga

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Cristiano S

Primeira viagem comercial (como) "Cristiano S" H-234-TL
Fotos em 05/01/2017


Ficha técnica por Paulo Peixoto
CRISTIANO S.
Tipo: Carga Geral/Passageiros.
MMSI: 204701280
IMO: 9249972.
Indicativo Chamada: CSXN2
Bandeira: Portugal.
Porto de Registo: Horta.
Matricula: H-234-TL.
Donos e Operadores: Empresa Barcos do Pico- Madalena, Pico, Açores, Portugal.
Ano de Construcao: 2002.
Data de Entrega: 28/02/2002.
Estaleiro: Astilleros Francisco Cardama, SA.- Vigo, Espanha. Casco#207.
Comprimento Fora a Fora: 22,70 metros.
Comprimento entre Perpendiculares: 20,16 metros.
Boca: 6,20 metros.
Pontal: 2,90 metros.
Arqueacao Bruta: 105,00 toneladas.
Porte Bruto: 30,00 toneladas.
Numero de Passageiros: 12.
Numero de Tripulantes: 4.
Potencia de Maquina: 441,00 kW (600,00 hp), 1,800 rpm. 1 helice FP.
Velocidade de Servico: 11,00 nos.
Nome Anterior: Santa Iria (02/2002-01/2017).